• Pedro Boscov

Como Ler Plantas - O Guia Definitivo


Uma das maiores dificuldades que as pessoas encontram é como entender plantas. Afinal de contas, o que são todos aqueles símbolos, linhas, representações e informações que ninguém - além as pessoas da área - parecem entender?

Se você tem essas dúvidas, não se preocupe: esse post foi feito especialmente para você!

O QUE É PLANTA BAIXA?

Em termos técnicos: planta baixa é um desenho técnico que representa um corte feito aproximadamente 1,50m a partir da base da casa ou edifício. Ok Pedro, já ouvi essa história várias vezes, mas o que isso significa???

Vamos imaginar que sua casa, prédio ou qualquer outro espaço construído é um pedaço de pão. Agora pense que para fazermos uma planta, vamos cortar esse pão no sentido horizontal, passando a faca paralelamente ao tampo da mesa. Agora vamos tirar a parte de cima e olhar somente para o que sobrou, ou seja, a parte de baixo do pão com casca, miolo e recheio se tiver. A representação em desenho dessa parte de baixo é a famosa planta baixa.

Não tente fazer isso com a parede da sua casa, por favor

Ok, essa parte eu entendi! Mas existem diferentes tipos de plantas com um monte de representações que não entendo, é tudo muito confuso!!!

Calma que não é tão difícil assim. Vamos por partes - se o conceito do pão cortado foi entendido, o restante não é tão difícil.

ENTENDENDO A PLANTA BAIXA DE ARQUITETURA

A planta baixa de Arquitetura nada mais é do que a representação arquitetônica da parte de baixo do "pão" depois de cortado. Como é uma planta de Arquitetura, nesse desenho serão colocados elementos que são importantes para o entendimento humano e técnico com foco (tcharam) arquitetônico.

Isso significa que nela serão mostrados: estrutura, alvenarias, portas, janelas, mobiliário, vegetação, louças para banheiro e área de serviço, bancadas para cozinha, talvez alguns objetos de decoração e por aí vai. Nesse desenho, nessa planta, o que interessa realmente é entender como os espaços estão relacionados entre si; se há espaço suficiente para os mobiliários, circulação e movimentação dos usuários; se os ambientes conversam bem entre si e estão interligados de maneira adequada; se as áreas íntima, social e pública estão localizadas corretamente; se os cômodos possuem aberturas e fechamentos suficientes, além de várias outras coisas.

Planta baixa de um apartamento reformado, mostrando somente arquitetura

E porque essa planta de Arquitetura é tão importante?

Porque é a partir dela que todos os outros desenhos e projetos complementares serão gerados. É somente a partir da definição final da planta de Arquitetura que os outros agentes de projeto como elétrica, hidráulica, paisagismo, luminotécnica e vários outros irão conseguir desenvolver seus desenhos e atividades dentro da obra!

Por mais que hoje em dia tenhamos a facilidade de projetar usando modelos em três dimensões feitos no computador, é certeza que em algum momento decisões importantes de projeto serão tomadas com base na planta baixa!

PLANTA BAIXA VS PLANTA DO TÉRREO

Pedrooo, eu escuto isso direto e nunca entendi! Afinal de contas qual a diferença?

Essa é uma confusão que muita gente faz. Vamos voltar ao exemplo do pão. Suponha que a gente pegou um pão italiano, colocou de pé e começou a cortá-lo em várias fatias. Cada fatia que a gente tira vai gerar um desenho, ou seja, uma planta diferente.

Esse artigo tá me dando fome

Isso quer dizer que planta baixa é qualquer representação de um pavimento ou andar com um corte imaginário a 1,50m de altura do piso desse andar.

Se pegarmos um sobrado como exemplo: teremos a planta baixa do pavimento térreo e a planta baixa do pavimento superior ou mezanino. São dois desenhos diferentes!

Assim sendo, Planta do Térreo seria a representação em planta baixa do pavimento térreo da edificação. Simples assim.

E no caso de um prédio com vários andares?

Aí teremos plantas baixas para cada pavimento, ou seja, um desenho para cada “fatia” do prédio, incluindo os subsolos quando houver. No caso de andares repetidos (totalmente iguais), dizemos que existe a planta do Pavimento Tipo, indicando quais os andares representados naquele desenho.

Exemplo de planta de um Pavimento Tipo

Resumindo: dizer “planta baixa” significa dizer que você está fazendo uma representação em desenho desse corte a 1,50m de altura do ambiente construído, não importando o andar. O “baixa” nesse caso é totalmente opcional e já caiu em desuso há tempos, visto que a maioria das pessoas simplesmente nomeia seus desenhos como Pavimento Térreo ou Planta do 03º andar, por exemplo.

E as plantas de cobertura, implantação e topografia?

Nesse caso, imagine que estamos olhando o pão inteiro por cima, sem fazer nenhum corte nele. O que a gente vê? Somente a ponta dele, a casca sem o miolo certo?

  • Planta de cobertura é a planta dessa “ponta” de cima do edifício. Geralmente neste desenho só conseguimos enxergar o telhado e lajes, além de alguns elementos técnicos como caixas d’água, para-raios, calhas, etc.

  • Implantação também chamada de Planta de Situação é uma planta onde é feito um zoom para trás, ou seja, nos afastamos bastante do edifício para enxergarmos não somente ele, mas tudo o que está em volta. Geralmente neste desenho aparece o edifício e todo o entorno como jardins, ruas, calçadas, acesso externos e até algumas edificações vizinhas.

  • Topografia é a planta do terreno basicamente, ou seja, a planta do seu terreno visto de cima e com as curvas de nível. Ela é gerada pelo levantamento planialtimétrico e cadastral. A grande diferença é que neste desenho aparecem todas as informações técnicas necessárias ao embasamento do projeto de arquitetura, como alturas e desníveis, interferências como árvores e postes e pontos importantes do entorno.

REPRESENTAÇÃO GRÁFICA

Representação gráfica é um conjunto de regras básicas para apresentação de desenhos técnicos. Mas o que isso quer dizer? Em linhas gerais ignifica que:

- elementos mais densos ou mais próximos serão destacados por linhas mais grossas;

- elementos menos densos ou mais afastados serão representados por linhas mais finas;

- elementos que estiverem acima do plano ou escondidos serão representados por linhas tracejadas.

Em termos práticos, elementos estruturais (concreto ou metal) terão linhas bem grossas, elementos de vedação (como alvenarias de tijolo ou pedra, dry-wall, portas e janelas) terão linhas de grossas para médias e elementos móveis ou decorativos (mobiliários, vegetação, linhas de piso, rodapés, objetos de decoração) terão linhas de médias para finas.

ESCALAS

Os desenhos das plantas de arquitetura, dos detalhes, dos cortes e fachadas são elaborados em escalas. Isso ocorre pois seria impossível fazê-los com as dimensões do mundo real (pois exigiriam um papel do tamanho daquilo que estamos desenhando!). Por isso elaboramos plantas e demais desenhos usando uma versão reduzida daquilo que estamos tentando representar.

O que significam as escalas?

Quando alguém fala que um desenho está representado numa escala de um pra cem (1:100), o que isso significa?

Significa que, no desenho, uma unidade real está reduzida em 100 vezes, ou seja, um centímetro de desenho é equivalente a cem centímetros no mundo real. Trocando em miúdos, um centímetro de desenho equivale a um metro no espaço construído.

Vale lembrar que diferentes desenhos exigem diferentes escalas, portanto uma planta de implantação terá uma escala bem “maior” (1:500) que um detalhe estrutural por exemplo (1:10).

Para entendermos e trabalharmos com essas escalas, usamos um instrumento chamado escalímetro (esses “toblerones” da foto abaixo).

Ah meus tempos de estudante de Arquitetura

REPRESENTANDO DIFERENTES PROJETOS

Diferentes projetos vão exigir diferentes tipos de representação, dependendo da ênfase que iremos dar em certos elementos da edificação.

Um projeto de paisagismo vai destacar a vegetação, os caminhos, a integração com o edifício, deixando em segundo plano elementos estruturais por exemplo.

Colorido ou preto e branco?

Desenhos técnicos geralmente são feitos em preto e branco, e desenhos representativos podem fazer uso de cores.

Desenhos de arquitetura especialmente estão num meio termo entre técnicos e representativos sendo, portanto, bastante flexíveis em seu tipo de representação. Cabe então ao Arquiteto responsável decidir pelo uso ou não da cor.

Plantas de paisagismo, plantas humanizadas (aquelas dos folders de construtoras e imobiliárias), plantas de calçamento e plantas de arquitetura de interiores são alguns dos exemplos onde cores são aplicadas para facilitar o entendimento do projeto.

Já plantas de estrutura, de hidráulica, elétrica, recolhimento de águas pluviais, de tomadas, etc, fazem pouco ou nenhum uso de cor pois nesse caso o que mais interessa é passar com clareza uma informação técnica para a execução do projeto no local.

Planta de Implantação com ênfase no Calçamento e Paisagismo

Sou 100% leigo, preciso entender também os projetos técnicos?

A resposta é um sonoro não! O que precisa ser passado com clareza ao cliente são todas as informações do espaço nos desenhos, modelos 3D e maquetes de Arquitetura! Somente após a aprovação pelo cliente de todas as etapas do projeto de Arquitetura é que irão entrar os desenhos complementares dos demais agentes técnicos de projeto.

Obviamente, é interessante envolver esses agentes o mais cedo possível no projeto, para discutir e trabalhar todas as variáveis técnicas antes de iniciar as obras. Porém, quem vai reunir e centralizar essas informações na fase de projeto, de uma maneira geral, é o Arquiteto.

Por isso se você não sabe ler plantas técnicas, fique tranquilo. Seu Arquiteto vai fazer isso por você e traduzir as informações que considerar relevantes para sua aprovação.

CONCLUSÃO

Pronto! Agora você tem as ferramentas para entender como são elaboradas as plantas dos diferentes projetos envolvidos na construção ou reforma dos espaços. Ninguém precisa mais usar a velha desculpa do “não entendo” para fugir de medo toda vez que olhar uma planta de arquitetura ou técnica, seja ela qual for. E lembre-se: na dúvida não hesite em perguntar ao seu Arquiteto!

Abraços e bons projetos!

#arquitetura #construir #boaspráticas #técnica #gráfica #projetos #desenhos

1,568 visualizações